3 Comments

Prévia – UFC 146

Chegou a hora de um dos mais importantes PPVs do ano, em um card com pesos-pesados e nada mais, Junior Cigano enfrentará Frank Mir em uma das lutas mais aguardadas e um dos PPVs mais promovidos dos últimos tempos!

Mike Thomas Brown (25-8, 1-3 UFC) vs. Daniel Pineda (17-7, 2-0 UFC)

Em uma luta que significa o renascimento de Brown ou a solidificação de Pineda, os dois lutam por uma vaga no top 15 dos pesos-penas do UFC. Pineda vem de 7 vitórias consecutivas com nenhuma delas indo para a decisão e só 2 passando do 1º round enquanto Mike Thomas Brown venceu apenas 3 das últimas 7 lutas. Mais experiente, Brown terá no seu wrestling a chave para a vitória, enquanto Pineda procurará manter a luta de pé ou conseguir o controle no chão.

Previsão: 10 anos mais novo que Brown, Pineda vem sendo mais impressionante e é mais atlético, mas o experiente Mike Brown de 36 anos tem a qualidade e a inteligência de quebrar o ritmo alucinante de Pineda e levar esta luta para a decisão. Brown vence.

Kyle Kingsbury (11-3, 4-2 UFC) vs. Glover Teixeira (17-2, 0-0 UFC)

Um sonho de longa data do UFC, o brasileiro Glover Teixeira finalmente assina com a companhia. Com 32 anos, Glover Teixeira não perde desde 2005 e vem de incríveis 15 vitórias consecutivas, com apenas uma indo para a decisão dos jurados. Favoritíssimo para a luta, Glover Teixeira irá encarar o atlético e forte Kyle Kingsbury, porém Glover é experiente e completo o suficiente para explorar as fraquezas de Kyle Kingsbury. O ponto decisivo dessa luta é se Glover sentirá ou não o peso de estrear no UFC.

Previsão: Glover domina Kingsbury nos 3 rounds e vence por TKO no fim do 3º round, se solidificando como uma das grandes figuras da divisão.

Dan Hardy (23-10, 4-4 UFC) vs. Duane Ludwig (21-12, 2-3 UFC)

Dan Hardy estreou no UFC vencendo 4 lutas de forma impressionante, foi lutar pelo título contra GSP… Perdeu. O UFC deu-lhe então a promessa Carlos Condit (hoje campeão da categoria)… Perdeu. Deram-lhe então o forte e enorme Anthony Johnson (na época, lutador dos meio-médios, hoje lutador dos meio-pesados)… Perdeu. O UFC, vendo que uma de suas maiores estrelas não conseguia ganhar tentou dar-lhe uma fácil vitória sobre o experiente e semi-aposentado Chris Lytle… Perdeu. 4 derrotas seguidas e Dan Hardy ganha sua última chance no UFC. Seu oponente é o nocauteador Duane Ludwig, que vem de derrota para Josh Neer em uma boa luta no UFC On FX 1.

Previsão: Ambos ficarão de pé, trocando golpes e procurando o nocaute, o forte de ambos. Ludwig é mais completo, mas Hardy terá a vida decidida nesses 15 minutos. Ludwig começará melhor, mas o coração de Hardy o guiará para um nocaute no 2º round.

Jacob Volkmann (14-2, 5-2 UFC) vs. Paul Sass (12-0, 2-0 UFC)

Em uma das lutas mais imprevisíveis da noite, o exímio wrestler Jacob Volkmann irá enfrentar Paul Sass. Vindo de 5 vitórias seguidas, Volkmann procurará implantar seu estilo de clinches e takedowns, coisa que deverá ser bem aceita por Paul Sass, cujo estilo preferido de luta é por baixo. Sass, faixa-preta de jiu-jitsu, tem uma submissão com seu nome nela, o ‘Sassangle’ uma versão modificada do triângulo por baixo. Paul Sass venceu 8 de suas 12 lutas por Sassangle e também não é segredo que se deixará ser quedado para procurar a submissão.

Previsão: Sass nunca teve problemas em conseguir a submissão, mas nunca enfrentou um wrestler no calibre de Volkmann. Resta saber se Sass, de apenas 23 anos, terá o psicológico suficiente para não se frustrar com a pressão de Volkmann a todo tempo e conseguiur uma submissão nos últimos rounds. Prevejo Sass surpreendendo e vencendo por Sassangle no 3º round.

Jason Miller (23-8, 1 NC, 0-2 UFC) vs. C.B. Dollaway (11-4, 5-4 UFC)

Um dos lutadores mais carismáticos de todo o MMA, Mayhem Miller disse que se perder essa luta se aposentará. CB Dollaway é um excelente wrestler, mas sem outras virtudes. Mayhem por outro lado, é faixa-preta de Jiu Jitsu e sabe lutar bem em pé, em uma luta que terá como principal foco o desenvolvimento de Mayhem Miller no ringue após ser humilhado por Michael Bisping, CB Dollaway terá que procurar surpreender e roubar o show, abusando de quedas e cansando Miller para tentar vencer por decisão.

Previsão: Até mesmo Mayhem Miller se sentiu decepcionado consigo mesmo após perder de forma humilhante para Bisping, esperem Miller muito melhor do que em sua última performance, lutando de maneira séria e conseguindo sua 1ª vitória no UFC por submissão logo no 1º round.

Edson Barboza (10-0, 4-0 UFC) vs. Jamie Varner (16-7, 1-1 UFC)

A maior esperança brasileira nos pesos-leves, Edson Barboza Jr. irá encarar o ex-campeão da WEC, Jamie Varner. Varner é um ótimo wrestler, com bom jogo de chão. Barboza é um dos melhores lutadores de Muay Thai do mundo e um dos strikers mais perigosos do UFC. Enquanto Varner terá como tática levar a luta o quanto antes para o chão e por lá dominar, Barboza tem como tática jogar calmo, minando Varner com leg kicks até conseguir uma abertura para o nocaute. Em seu último combate, Barboza encarou outro excelente wrestler, Terry Etim, e fez exatamente isso no UFC Rio, se afastando de Etim nos 2 primeiros rounds para nocauteá-lo de forma espetacular no 3º.

Previsão: Barboza mantém a distância no começo da luta e vai acabando com o gás de Varner, para conseguir nocauteá-lo no 2º ou 3º round.

Diego Brandao (14-7, 1-0 UFC) vs. Darren Elkins (13-2, 3-1 UFC)

Após vencer o TUF 14, Diego Brandao ‘estreia’ no UFC contra Darren Elkins, um ótimo wrestler que vem de 2 vitórias consecutivas. Elkins tem um alcance muito maior e esta é a chave de sua vitória, manter a distância com jabs e chutes até conseguir por Brandao no chão. Brandão por outro lado, já afirmou que vai procurar o nocaute a partir do primeiro segundo, indo pra cima de forma explosiva e contundente como está acostumado a lutar.

Previsão: Brandao não terá muitos problemas, Elkins será surpreendido pelas explosões constantes de Brandao que nocauteia no 1º round.

Stipe Miocic (8-0, 2-0 UFC) vs. Shane del Rosario (11-0, 0-0 UFC)

Na luta de abertura do card principal, promessa de nocaute ou finalização. Stipe Miocic (7 nocautes em 8 lutas) encara Shane Del Rosario (venceu todas as lutas sem nunca ter ido para a decisão dos juízes).

Stipe Miocic Finishes Philip De Fries UFC on Fuel TV 1

Stipe Miocic nocauteia o até então invicto Philip De Fries

De um lado, um striker perigosíssimo, Stipe Miocic, americano e filho de croatas, de 29 anos de idade já tem duas vitórias no UFC e procurará nocautear logo no início da luta, Miocic curiosamente, quase não virou lutador de MMA, quando estava na faculdade, alternava entre wrestling e baseball e foi sondado por times da MLB, liga americana de baseball. Porém, preferiu seguir do wrestling para o MMA e se redefiniu no esporte, virando um kickboxer nocauteador ao invés de um wrestler, você não ve Miocic aplicando quedas ou trabalhando no clinch, seu wrestling é puramente defensivo. Miocic, quando não luta, é bombeiro e técnico de enfermagem em Ohio.

Shane Del Rosario finaliza Lavar Johnson

Invicto, porém sem grandes vitórias (sua maior vitória foi contra o nocauteador Lavar Johnson, levando ele pro chão, onde o mesmo é leigo), Shane Del Rosario estreia no UFC com pinta de grande promessa. O lutador de 28 anos seguiu caminho diferente de Miocic, após ser campeão mundial de Muay Thai, Shane Del Rosario usa mais seu wrestling nas lutas, trabalhando em quedas e finalizações. Ele é faixa aul em Jiu Jitsu e seus strikes são mais para ajustar para quedas do que para nocautear.

Miocic e Del Rosario se completam e se anulam de forma única e curiosa e a luta é totalmente imprevisível.

Previsão: Miocic enfrentará o maior striker que já enfrentou e Del Rosario o melhor wrestler, a luta será decidida no erro de um dos dois e Miocic é um lutador mais frio enquanto Del Rosario é muito empolgado, Del Rosario estará estreando no UFC e a pressão pode acabar atrapalhando-o e fazendo-o perder a luta. Miocic vence por nocaute no 3º round.

Roy Nelson (16-7, 3-3 UFC) vs. Dave Herman (21-3, 1-1 UFC)

Em uma luta de dois desafetos de Dana White, Roy Nelson enfrentará Dave Herman.

Ambos tem problemas com Dana White, Roy Nelson pelo seu desleixo com o peso, a forma física e o cabelo/barba, que Dana White acha um absurdo, já que Nelson poderia ser um dos melhores do mundo entre os meio-pesados, mas prefere continuar gordo nos pesados e Dave Herman pela sua vontade de chamar atenção em seus últimos combates, vestindo-se ridiculamente. Herman já se tocou e mudou, mas Nelson parece continuar nem aí…

Roy Nelson nocauteia a lenda Mirko CroCop

Vencedor do TUF: Heavyweights, único campeão dos pesados da história da IFL, de suas 7 derrotas, 2 foram injustas, 3 foram contra Fabricio Werdum, Cigano e Frank Mir e as outras 2 foram em início de carreira. Roy Nelson à primeira vista parece um caminhoneiro gordo que vai ao UFC para se divertir, mas não é bem assim. Nocauteador nato, queixo duro e faixa preta de jiu-jitsu, Roy Nelson é um dos pesos-pesados mais perigosos do mundo, com um centro gravitacional muito pequeno, Nelson é difícil de ser levado ao chão, aguenta muita porrada em pé e tem a mão pesada, além de ter um vasto leque de submissões. Nelson é um dos lutadores mais fascinantes do mundo do MMA, por ser o oposto do lutador-modelo, o lutador careca, forte e bombado. Nelson é baixinho, gordo e barbudão, mas tem muito mais credenciais que a maior parte dos lutadores de MMA do mundo.

Dave Herman vence Jon Olav Einemo

De outro lado, temos o gigante Dave Herman, 1.95 de altura e 15 nocautes no cartel. Dave Herman tem como principal artifício a sua numerosa versatilidade de strikes, já tendo tentado praticamente todo tipo de golpe em pé. Herman é um peso-pesado com flexibilidade de peso-pena e seus strikes serão sua única e principal arma para tentar acabar com Nelson. Herman tem um incrível cartel de 21 vitórias e apenas 3 derrotas, mas vem de derrota para Stefan Struve e é o azarão do combate. Será que Herman será capaz de bater o duro queixo de Roy Nelson?

Previsão: Roy Nelson é favoritíssimo e saberá vencer a luta do jeito que quiser, gosta de bater saindo do clinch e aproveitando a mão pesada, sabe jogar bem pelo chão, podendo puxar uma submissão ou apenas trocar bases para ganhar pontos e tem gás suficiente para anular Herman nos 3 rounds. A arma de Herman será usar o alcance para manter Nelson longe, mas isso não é suficiente. Roy Nelson vence do jeito que bem desejar, nocaute, submissão ou decisão em qualquer round.

Stefan Struve (23-5, 7-3 UFC) vs. Lavar Johnson (17-5, 2-0 UFC)

Após Mark Hunt se machucar, Lavar Johnson aceitou o desafio e entrou em seu lugar faltando menos de uma semana para a luta, é a 3ª vez que um lutador do UFC luta 2 vezes em menos de 1 mês e Lavar Johnson tem a chance de conseguir sua 3ª vitória consecutiva no UFC. Seu oponente porém, será o mais difícil de sua carreira, o gigante holandês Stefan Struve, de 2 metros e 10, maior lutador da história da empresa, com o maior alcance da história da empresa.

Stefan Struve nocauteia Dave Herman

Nocauteador e finalizador, Stefan Struve tem apenas 24 anos e é a maior promessa dos pesos-pesados do UFC. faixa-roxa de Jiu Jitsu, Struve terá como tática medir a distância, botar no chão e finalizar Lavar Johnson. Seu bom nível de striking servirá apenas para manter Lavar e suas pesadíssimas mãos afastadas dele. Struve estreou no MMA com apenas 16 anos, usando um RG falso e venceu com um head kick logo no 1º round, desde então, foi se desenvolvendo até chegar no UFC, onde só foi derrotado por Junior Cigano, Roy Nelson e Travis Browne, 3 dos 10 melhores lutadores da divisão.

Nem mesmo o excelente kickboxer Pat Barry conseguiu parar as mãos de Lavar Johnson.

Em uma belíssima volta por cima, Lavar Johnson quase morreu ao tomar 5 tiros por um louco que invadiu uma festa onde ele estava. Sobreviveu com o médico dizendo que ele não conseguiria mais andar, Lavar andou, voltou a lutar e chegou ao UFC totalmente desacreditado, vindo de duas derrotas. Em sua estreia, nocauteou Joey Beltran, lutador experiente que nunca havia sido nocauteado em mais de 20 lutas. Foi então enfrentar outro excelente nocauteador, Pat Barry, Barry não conseguiu aguentar as mãos de Johnson e foi nocauteado no fim do 1º round. Lavar Johnson, que admite que sua maior fraqueza é o chão, terá que nocautear Struve, que tem o queixo como maior fraqueza, logo no começo se não quiser ser derrubado e finalizado.

Previsão: Lavar Johnson está em uma situação muito complicada, terá que se aproximar de Struve para desferir seus socos e se aproximar pode ser fatal, se Struve derrubá-lo, a luta acaba em questão de segundos. Lavar tem como única arma um soco que entre em cheio e Struve vem trabalhando duro para evitar que isto aconteça, Struve derruba Lavar e o finaliza no 1º round.

Cain Velasquez (9-1, 7-1 UFC) vs. Antonio Silva (16-3, 0-0 UFC)

Que estreia para Pezão! O gigante brasileiro irá encarar o ex-campeão dos pesos-pesados, Cain Velasquez logo em sua estreia e é o grande azarão da luta.

Velasquez Cains Lesnar, Si Se Puede!

Velasquez massacrou Brock Lesnar, dominando a luta e ganhando o título do UFC no 1º round.

De um lado, temos um nocauteador que é também um excelente wrestler, além de ser explosivo, ter um queixo duro, ter nocauteado 8 de seus 9 oponentes derrotados por ele e só ter perdido para o atual campeão mundial. O currículo de Velasquez é de dar inveja, principal lutador da American Kickboxing Academy, Velasquez é parceiro de treino de Daniel Cormier, último homem a derrotar Pezão e Velasquez com certeza pegou dicas com seu parceiro, Velasquez só estará em perigo se a luta for pro chão, onde Pezão é faixa-preta de Jiu Jitsu e grande o suficiente para brincar com Velasquez por lá, de resto, Velasquez não deverá ter tantos problemas para vencer.

Antonio ‘Pezão’ é o único que pode dizer que dominou Fedor em uma luta.

Pezão sempre foi conhecido como um lutador grande, um faixa-preta de Jiu Jitsu enorme e com mãos e pés desproporcionais ao seu corpo devido a uma doença. Quando Pezão foi chamado para lutar no GP do Strikeforce e lutaria contra o maior de todos os tempos, Fedor Emelianenko, Pezão foi desacreditado, porém surpreendeu a todo o mundo. Pezão derrubou Fedor, montou nele, foi melhor em pé e venceu por nocaute técnico no fim do 2º round. Pezão chega ao UFC exatamente como chegou à luta contra Fedor, desacreditado, enfrentando um lutador muito superior e aclamado pelo público. Pezão entra no UFC com um currículo e uma reputação formidáveis e se vencer Velasquez, automaticamente se coloca como Top 5 dos pesos-pesados. Resta a ele surpreender a todos nós de novo e vencer esta luta.

Previsão: Minha torcida está em peso para Pezão, mas Cain Velasquez é muitíssimo superior e deve nocautear no 1º round.

Junior dos Santos (14-1, 8-0 UFC) vs. Frank Mir (16-5, 14-5 UFC)

Em uma luta do campeão mundial contra o ex-campeão, Junior Cigano defende seu título pela primeira vez contra a lenda Frank Mir.

O nocauteador Shane Carwin não foi capaz de aguentar o boxe afiado de Junior Cigano.

Cain Velasquez também não aguentou a pressão e perdeu o título para o brasileiro

De um lado, o campeão: Brasileiro de 27 anos, nascido em Caçador, Santa Catarina e habitante de Salvador, Bahia, Júnior Cigano é uma história de superação, trabalhava como garçom quando conheceu Yuri Carlton, começou a treinar jiu-jitsu para manter a forma e então foi apresentado para Luiz Dórea, treinador de boxe de Popó, Cigano começou a treinar ambos e então estreou no MMA após um tempo com 21 anos. Seu boxe foi se aprimorando, sua técnica no geral também, Cigano viu que aquela forma de ganhar dinheiro era muito melhor do que ser garçom e se dedicou completamente ao MMA. Dois anos depois de sua estreia, Junior ‘Cigano’ Dos Santos, estreia no UFC contra um dos 5 melhores pesos-pesados do mundo, Fabricio Werdum. Cigano é o azarão da luta, mas não se abala e nocauteia Werdum. O UFC coloca ele contra outra promessa, o gigante Stefan Struve, Cigano novamente não se abala e não perde tempo, partindo pra cima e nocauteando Struve em menos de um minuto. Seu próximo oponente é a lenda do kickboxing, Mirko Cro Cop, Cigano faz uma luta equilibrada com o mestre Cro Cop, que acaba machucando o olho e desistindo da luta. Mais uma vitória surpreendente de Cigano, que agora entraria em sua 1ª luta como favorito, seu oponente era outro kickboxer, Gilbert Yvel. Cigano não sente a pressão de ser favorito, nocauteia Yvel em 2 minutos e parte para enfrentar o faixa-preta de Jiu-Jitsu Gabriel ‘Napão’ Gonzaga, mais uma vítima, Cigano o nocauteia em 4 minutos. Seu próximo oponente é o completo lutador Roy Nelson, lutador que Cigano teve mais problemas até hoje. Em uma luta equilibrada, Cigano consegue vencer por decisão unânime e ficar a um passo da disputa do cinturão. Seu próximo oponente? Shane Carwin, ex-campeão do UFC que havia nocauteado todos seus oponentes no 1º round. Cigano não se abalou, deixou Carwin todo ensanguentado, venceu todos os rounds e levou a decisão unânime para casa. Pronto, Cigano agora enfrenta Cain Velasquez pelo título mundial dos pesados na estreia do UFC em TV aberta, na maior audiência da história do UFC, Junior Cigano entrou no ringue e, 64 segundos depois, era o campeão mundial dos pesos-pesados. Um nocaute fulminante sobre Cain, que não aguentou a força e velocidade dos socos de Cigano. Agora, defende o título pela 1ª vez contra uma lenda do UFC, Frank Mir.

Frank Mir faz pouco caso de Roy Nelson e o derruba sem dificuldades

Para depois disso, quebrar o braço da lenda do MMA, Minotauro.

Do outro lado, um lutador cuja carreira foi construída no UFC, começando há 11 anos atrás. Frank Mir, de 33 anos é faixa preta de Karate Kenpo e de Jiu Jitsu. Mir foi levado ao UFC após chamar a atenção de Joe Silva em campeonatos de wrestling, venceu suas 2 primeiras lutas e assinou um contrato com a empresa. Venceu suas 2 primeiras lutas, perdeu a 3ª de forma controversa, venceu o grande ícone Tank Abbott, e derrotou Wes Sims, isso o colocou em posição para desafiar o gigantesco campeão dos pesos-pesados, Tim Sylvia. Mir entrou como azarão, tinha apenas 8 lutas e 7 vitórias, mas isso não o abalou, Mir derrubou o gigante americano e quebrou seu braço com 50 segundos de luta. Após a luta, seu mestre foi até o ringue para dar a ele uma faixa-preta de Jiu Jitsu, graças à sua performance excepcional na luta. Mir tinha tudo para se tornar o maior lutador que a empresa já viu… Tinha. Mir estava dirigindo sua moto, quando chocou-se com um carro e precisou fazer diversas cirurgias, voltou 14 meses depois,  já não era mais o campeão e enfrentou o novato Márcio ‘Pé de Pano’ Cruz, Mir não era mais o mesmo e foi derrotado ainda no 1º round. Será que era o fim de Frank Mir? O UFC deu a Mir então o fraco Dan Christison, Mir chegou acima do peso e estava exausto já no 1º round, mesmo assim, foi superior na luta e venceu por decisão. Frank Mir agora enfrentaria Brandon Vera, uma promessa que nunca chegou a ser nem 10% do que prometia, Mir também chegou acima do peso e Vera não perdoou, nocauteando-o em apenas 1 minuto. Aquele nocaute acordou Frank Mir. Pouco menos de 1 ano depois, Mir estava de volta, forte, magro e confiante, enfrentou o kickboxer Antoni Hardonk. Em 1 minuto Mir venceu, foi para as câmeras e disse ‘EU VOLTEI!’ e voltou mesmo, Mir então recebeu o estreante no UFC Brock Lesnar, venceu também rapidamente, em 1 minuto e 10 segundos, voltou a ser a estrela que era, foi técnico da 8ª temporada do TUF junto de Minotauro e então chegou a hora, Frank Mir enfrentaria o campeão Minotauro Nogueira pelo título do UFC. Minotauro nunca havia sido nocauteado, nunca havia sido finalizado, era um dos 3 melhores de todos os tempos… Mir não tomou conhecimento. Em um show de Frank Mir, Minotauro foi nocauteado pela 1ª vez em sua carreira aos 2 minutos do 2º round. Mir era o campeão novamente, a estrela de Mir voltava a brilhar, ele finalmente seria um dos melhores de todos os tempos… Seria. Mir então enfrentou Brock Lesnar novamente, o ex-pro wrestler havia derrotado Randy Couture e ganhado direito a disputar o título, Mir chegou convencido do jeito que sempre foi, mas não durou muito, Lesnar mostrou uma melhora incrível, surpreendendo Mir e nocauteando no 2º round. O sonho de Mir acaba novamente. Depois disso, Mir lutou 5 vezes, venceu 4, perdendo apenas para Shane Carwin por nocaute. Mir venceu Cheick Kongo, um ótimo kickboxer francês, Mirko CroCop, a lenda croata, Roy Nelson, o completo lutador americano e finalmente, o mestre de Júnior Cigano, Minotauro Nogueira. Minotauro nunca havia sido finalizado, Mir foi derrubado por ele, conseguiu virar por cima e quebrar seu braço, Minotauro não acreditava, Mir havia acabado com ele pela 2ª vez, Mir agora tem mais uma chance de conseguir o título, Junior Cigano busca vingança por seu mestre, quem vencerá?

Previsão: Em uma guerra entre dois dos melhores lutadores do mundo, Junior Cigano conseguirá controlar as tentativas de queda de Frank Mir, se for quedado, conseguirá se levantar e mostrará porque é o campeão mundial dos pesos-pesados, Júnior ‘Cigano’ Dos Santos nocauteará Frank Mir no 2º round e correrá para abraçar Minotauro, seu mestre.

About Lucas Lutkus

Acessem http://winformativo.com/ e https://inthefightclub.wordpress.com/

3 comments on “Prévia – UFC 146

  1. “Stefan Struve, de 2 metros e 10, maior lutador da história da empresa, com o maior alcance da história da empresa.”
    Stefan Struve é o maior da história da empresa mais o maior alcança é o de Jon jones,não?

  2. […] Prévia: https://inthefightclub.wordpress.com/2012/05/26/previa-ufc-146/ […]

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: