Leave a comment

Pura História #1 – UFC 1: Como Tudo Começou

Bem-vindos a mais um quadro exclusivo do In The Fight Club! Hoje, apresentamos a vocês o Pura História, um quadro que irá contar a história de TODOS os UFCs, todos os bastidores e tudo que ocorreu em cada um deles, com a ajuda do livro “UFC Encyclopedia” de Thomas Gerbasi, estão prontos? Então cliquem abaixo e vamos falar um pouco mais do UFC 1 – The Beginning!

UFC 1 – The Beginning

12 de Novembro de 1993
McNichols Sports Arena, Denver, Colorado, EUA

Estréias: Jason DeLucia, Trent Jenkins, Gerard Gordeau, Teila Tuli, Kevin Rosier, Zane Frazier, Royce Gracie, Art Jimmerson, Ken Shamrock, Patrick Smith

Luta Alternada
Jason DeLucia bateu Trent Jenkins por finalização aos 52 segundos
Quartas-de-Final
Gerard Gordeau bateu Teila Tuli por TKO aos 26 segundos
Kevin Rosier bateu Zane Frazier por TKO aos 4:20
Royce Gracie bateu Art Jimmerson por finalização – montada aos 2:18
Ken Shamrock bateu Patrick Smith por finalização – chave de calcanhar aos 1:49
Semifinais
Gerard Gordeau bateu Kevin Rosier por TKO aos 59 segundos
Royce Gracie bateu Ken Shamrock por finalização – mata-leão aos 57 segundos
Final
Royce Gracie bateu Gerard Gordeau por finalização – mata-leão aos 1:44

O comentarista Bill Wallace pode ter errado quando abriu a transmissão chamando o UFC de Ultimate Fighting Challenge, mas os lutadores fizeram tudo certo no octágono durante o primeiro evento do Ultimate Fighting Championship, onde todos tiveram um papel fundamental em dar ao mundo a primeira dose do esporte do MMA.

A estrela do UFC 1 foi o brasileiro de 26 anos, faixa-preta de BJJ Royce Gracie, que introduziu a ‘arte suave’ ao mundo quando derrotou três oponentes maiores, mais fortes e mais rápidos que ele, mas que não conseguiram defender suas finalizações mágicas.

Ao final do torneio de oito homens que foi criado para ver qual estilo de arte marcial seria o melhor em uma luta de verdade, Gracie forçou o especialista no Savate Gerard Gordeau a desistir para um mata-leão em apenas 1 minuto e 44 segundos.

A vitória fechou a noite que começou com Gordeau acertando um chute certeiro que nocauteou o gigante de mais de 140 quilos Teila Tuli, que perdeu 3 dentes em apenas 26 segundos graças ao holandês Gerard Gordeau.

Na outra quarta-de-final, uma disputadíssima luta onde Kevin Rosier sobreviveu a uma chuva de socos de Zane Frazier no começo para conseguir vencer seu oponente com dois pisões na cabeça de Frazier aos 4 minutos e 20 segundos de luta.

Após o duelo, tivemos a primeira aparição de Royce Gracie ao mundo e vindo com aquela que hoje é conhecida como a primeira família da luta. Do outro lado do octógono, Art Jimmerson, que estava lutando, de forma bizarra, com apenas uma luva nas mãos. Após o começo da luta, Gracie fechou a distância com um chute e levou Jimmerson ao chão. Jimmerson tentou etentou, mas não conseguiu escapar e desistiu aos 2 minutos e 18 segundos da luta.

Se juntando aos semifinalistas estava Ken SHamrock, que já era um veterano da empresa japonesa de MMA, a Pancrase. Ele precisou de apenas 1 minuto e 49 segundos para finalizar Pat Smith com uma chave de calcanhar e, se havia alguém que poderia parar Gracie, era Shamrock. Não só ele era mais forte, mas também tinha maior experiência em finalizar.

Gracie não estava para ser parado e nas semifinais, ele derrubou Shamrock, encaixou um estrangulamento e fez seu oponente desistir em rápidos 57 segundos.

Após Gordeau derrotar Kevin Rosier com um nocaute em rápidos 59 segundos, Gracie encarou o gigante europeu na final do torneio.

Novamente, fãs duvidaram de que Gracie seria capaz de fazer algo contra o gigante striker, mas o brasileiro tinha a respota, e esta era tudo que ele havia feito durante a noite – derrubar, estrangular, ganhar. Desta vez, um clássico mata-leão para acabar com a noite de seu oponente em apenas 1 minuto e 44 segundos, levando para casa 50 mil dólares e começando uma revolução que iria mudar completamente as artes marciais, mas isso já é papo para a semana que vem, quando falaremos do UFC 2: No Way Out que contou com 16 lutadores batalhando para serem o Ultimate Fighter!

Artigo do Livro ‘The UFC Encyclopedia’ de Thomas Gerbasi traduzido por Lucas Lutkus e In The Fight Club. Todos os direitos reservados.

About Lucas Lutkus

Acessem http://winformativo.com/ e https://inthefightclub.wordpress.com/

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: